Neiva Melo comunicação empresarial

“Repórter de verdade atravessa a rua de si mesmo para olhar a realidade do outro lado da sua visão do mundo"

Eliane Brum

“Os jornalistas deixam a gente mais inteligente”

Jorge Gerdau Johannpeter

“Não existe mobilização sem os jornais”

Mahatma Gandhi

“Aqui na agência, somos obssessivos por notícias de qualidade e resultados estratégicos”

Neiva Mello


Press releases

19/10/2017

Os benefícios dos aplicativos Windy e Navionics para a navegação


Em palestra no Clube dos Jangadeiros, Cristian Yanzer e Eduardo de Oliveira esclareceram detalhes sobre os aplicativos

Os cruzeiristas que compareceram na terça-feira à noite no Clube dos Jangadeiros, em Porto Alegre, puderam conferir duas palestras repletas de aprendizado e tecnologia que foram ministradas com o objetivo de orientar sobre segurança e eficiência na navegação desportiva e de cruzeiro. O cruzeirista e comandante de linha aérea Cristian Yanzer e o instrutor de vela Eduardo Bojunga de Oliveira falaram, respectivamente, sobre meteorologia e navegação por meio da utilização do Windy e do Navionics, aplicativos que foram apresentados pelos palestrantes de forma detalhada e precisa. A interatividade deu o tom do evento, o que fez com que os presentes, através de seus smartphones e tablets, pudessem acompanhar Yanzer e Bojunga em tempo real, solucionando dúvidas e recebendo orientações indispensáveis à navegação segura. Conhecimentos básicos sobre a meteorologia na nossa região também foram transmitidos aos presentes.

O Windy, aplicativo relacionado às questões meteorológicas, foi detalhado pelo cruzeirista Cristian Yanzer. Segundo ele, o app traz uma precisão apurada no que se refere às chuvas, velocidade e direção dos ventos e, para aqueles que pretendem velejar em alto mar, o aplicativo ainda disponibiliza as condições das ondas e correntes marítimas. Tudo facilmente configurado. Yanzer comentou que sempre que o usuário optar pela utilização do sistema europeu (ECMWF) a margem de erro irá girar em torno de 9km no destino em que se busca a previsão, já se o sistema escolhido for o americano (GFS), a margem de erro aumenta para aproximadamente 22km. Ponto para os europeus.

Um dos tópicos positivos do Windy é seu sistema de alerta, que permite ainda mais segurança para quem navega. O usuário configura o que deseja receber como aviso e o app o faz com maestria via e-mail. Por exemplo: o velejador deseja saber quando os ventos irão aumentar em determinada localidade. Basta programar o aplicativo para receber no smartphone, por e-mail, um alerta da direção e velocidade dos ventos naquele destino com boa margem de segurança e antes da ocorrência severa. E não é apenas a direção e velocidade dos ventos que o programa avisa, ele também alerta para a quantidade de chuva, alagamentos e as ondas, tudo pela proteção de quem navega. A ferramenta de alerta de alagamentos, em específico, também objetiva o bem estar das grandes cidades, declarou o palestrante, uma vez que durante a primavera e o outono, épocas de transição meteorológica, os mesmos são bastante comuns.

Navionics é capaz de criar rotas automáticas que disponibilizam trajetos mais seguros

O instrutor de vela do clube, Eduardo Bojunga de Oliveira, abordou o Navionics HD, app que, assim como o Windy, está disponível em smartphones e tablets. Por no máximo 16 dólares e uma atualização de 50% desse valor, o usuário tem acesso a várias informações úteis para quem busca navegar com proteção. Eduardo argumentou que o app é capaz de criar rotas automáticas que disponibilizam trajetos mais seguros e com a maior quantidade de água possível, afim de evitar que as embarcações encalhem. O aplicativo também desenha o caminho contrário, ou seja, a rota inversa, usando como base a rota já pré-estabelecida pelo usuário no app, o que confere ao velejador um suporte essencial. Essas mesmas rotas, segundo Eduardo, podem ser gravadas pelo app e enviadas a outras pessoas e dispositivos, possibilitando o compartilhamento dos lugares e das experiências.

De acordo com o instrutor de vela, o Navionics tem as suas limitações e quem navega deve ficar atento: os waypoints (pontos marcados pelo velejador) não podem ser editados depois de salvos, arquivos KMZ (que o próprio Navionics gera) não podem ser importados por smartphones de contas diferentes, mas apenas por dispositivos GPS tradicionais de mão e chartplotters, os dados entregues durante a utilização do programa são limitados (COG, SOG, DTW, ETA, Lght e Time).

À frente da organização de mais esse evento, o diretor de cruzeiro, Henrique Freitas, argumentou que as palestras aconteceram com o objetivo de conscientizar os presentes sobre a importância da navegação segura. “Tanto o Windy quanto o Navionics são ferramentas que, quando bem utilizadas, trazem benefícios a quem veleja, então nada mais justo do que compartilhar com os cruzeiristas detalhes sobre os aplicativos”, relatou Freitas. Segundo ele, compartilhar o conhecimento pode resultar em uma navegação tranquila e com mais proteção.


Relacionado a Clube dos Jangadeiros:

25/07/2018

FERNANDA OLIVEIRA E ANA BARBACHAN DISPUTAM NO MUNDIAL DE CLASSES OLÍMPICAS

Dupla do Clube dos Jangadeiros disputa na Baía de Aarhus, na Dinamarca, de 2 a 12 de agosto.

13/07/2018

CLUBE DOS JANGADEIROS participa com três atletas no Mundial da Juventude 2018, no TEXAS

CLUBE DOS JANGADEIROS participa com três atletas no Mundial da Juventude 2018, no TEXA

Últimos releases

25/07/2018

FERNANDA OLIVEIRA E ANA BARBACHAN DISPUTAM NO MUNDIAL DE CLASSES OLÍMPICAS

Dupla do Clube dos Jangadeiros disputa na Baía de Aarhus, na Dinamarca, de 2 a 12 de agosto.

Clube dos Jangadeiros

13/07/2018

CLUBE DOS JANGADEIROS participa com três atletas no Mundial da Juventude 2018, no TEXAS

CLUBE DOS JANGADEIROS participa com três atletas no Mundial da Juventude 2018, no TEXA

Clube dos Jangadeiros

03/07/2018

GLOBAL segue como a agência do Sebrae RS por mais 5 anos

GLOBAL segue como a agência do Sebrae RS por mais 5 anos

Agência Global

Ver todos